quinta-feira, setembro 14, 2006

SAUDADES DA SHIRIKIT

A vida dos entusiastas de gatos é feita de sensações presentes e passadas. Por um lado os bichanos que gravitam à nossa volta todos os dias, com todos os encantos associados.
Por outro, imagens passadas, embrulhadas em saudades e fotografias, dos gatos que fizeram parte das nossas vidas e entretanto se tornaram boas recordações.
A siamesa da fotografia é a SHIRIKIT, que um dia apareceu à porta de nossa casa em Lisboa. Na altura fiquei na dúvida se alguém a teria lá deixado mas acabei por considerar mais provável ter sido a menina a escolher mudar de residência. isto porque, como entrou, um dia mais tarde também desapareceu...
Pois a SHIRIKIT apareceu-me à porta e adoptou-me literalmente. Instalou-se no meu quarto, sentava-se na secretária ao meu lado quando estava a estudar, mas nunca em cima de livros ou papeis que pudessem atrapalhar, dormia comigo e inclusivé usava a minha casa de banho.
A sua dedicação imensa era directamente proporcional à intensidade da sua língua áspera. Nos muitos momentos de grande intimidade que se dignou partilhar comigo, lavava-me de alto a baixo, não só o cabelo como outras zonas do corpo , chegando a ter que tapar-me todo na cama para obter algum alívio de tanta higiéne...
A verdade é que gostei muito mesmo desta gata.
Mas, cerca de dois anos depois de me ter adoptado, um triste dia dei pela falta dela em casa, e começou uma terrível aflição em crescendo.
Detectivescamente considerei todas as possibilidades e acabei por concluir que os meus irmãos a deixaram sair de casa (nunca apurei qual o verdadeiro culpado entre dois suspeitos - André ou Ana...), ao deixarem a porta aberta do apartamento. A minha querida SHIRIKIT aproveitou a distração e desceu os nove andares do prédio, acabando por sair para a rua, uma avenida com muito transito e movimento. Fiz cartazes que coloquei na rua, perguntei a toda a gente se a tinham visto, e só cerca de 10 dias depois do seu desaparecimento uns funcionários de um armazem anexo ao nosso prédio me disseram o que tinha acontecido.
Fora atropelada à porta do prédio e tinham-na levado para o veterinário que havia lá na avenida, uns blocos mais abaixo. Voei imediatamente até ao dito vet, apenas para conhecer aquilo que passou a ser uma referência de verdadeira besta. O tipo disse-me friamente que não foi prestada qualquer assistência à gata por não haver ninguém para pagar a conta e que ela acabou por morrer na clínica.
Esta história aconteceu nos anos oitenta do século passado mas ainda hoje me sinto indignado sempre que passo à porta da referida clínica.
E quanto à SHIRIKIT, ficaram algumas fotografias, uma enorme afeição e saudades. Muitas...
História e imagem do Gatopardo - 2006

25 comentários:

cãorafeiro disse...

o meu veterinário jamais faria uma coisa dessas!

escorpiaotenhoso disse...

Cão Rafeiro,

Pois é, mas aconteceu...

Gatopardo

zeni disse...

Não há um juramento de Hipocrates para médicos veterinários? Que raio de veterinários são esses que deixam um animal morrer nessas circunstâncias? Não gostam verdadeiramente de animais, ou não deixariam morrer a Shirikit.

Eu ficaria desfeita, se isso acontecesse com um dos meus gatos. Lamento muito, muito, ....

escorpiaotenhoso disse...

Zeni

É dificil de acreditar mas aconteceu de facto comigo. Nunca vi o diploma do senhor, talvez fosse também licenciado em Artes Mercenárias...

Gatopardo

Luar disse...

Devias dizer o nome da "clinica" neste caso matadoro pois não se deixa de tratar um animal por não saber o dono! diz o nome e mais comunica o facto ao clube de Felinicultura se não o quizeres fazer faço eu mas quero todos os elementos inclusivé nome do vet!!!

Luar disse...

Desculpa os erros mas fiquei fula da vida!!!!!

Professorinha disse...

É mesmo triste um mundo em que o dinheiro rege as consciências e actos ds pessoas. Sei o que sentiste porque já perdi um animal de estimação, não por falta de assistência, mas também atropelado pelo meu avô que adorava o cão mais que tudo (pronto, era um cão...).

Coisas como as que descreveste não deveriam acontecer. Os animais estão para os veterinários como as pessoas para os médicos... penso eu.

janus disse...

Lembraste-me de uma coisa muito agradável... Tive uma que até fazia de conta que me catava as pulgas :)
Os gatos que tenho agora não me lavam :( só querem tomar banho comigo.

Quanto ao vet, direi que tb me questiono se os médicos e veterinários ainda fazem o juramento de Hipócrates??? Se o fazem, a maioria não o cumpre

Caiê disse...

Tal como para ser médico, é preciso ter coração predisposto à profissão de veterinário...

Caçadora_de_sonhos disse...

Há muita gente que está na profissão errada. Não gostam, não o sejam.
Lamento a perda.

Salto Angel disse...

Já há bastante tempo que por aqui não passava, qual gato pelos telhados...

Esta tua notícia entristeceu-me...

Abraço

Luis Baptista disse...

Pois, que vergonha, já agora convinha dizer o nome do pseudo vet, pois não ficava mal denunciar o lixo que por ai anda. Já me aconteceu uma situação identica e a veterinária para onde liguei levantou-se já depois da meia noite e veio à clinica, infelizmento o ferimento não o permitiu viver. Já agora e fora do contexto, e houver alguem interessado, existe uma ninhada com gatinhos prontos a dar, branquinhos e super meigos e afáveis.Cumprimentos.

escorpiaotenhoso disse...

Luar,

Não referi o nome da "clínica" porque nem sei se a mesma ainda existe. Isto passou-se há alguns anos... Depois, preferi referir os factos. Não gosto de ser juíz. Cada um que tire as suas conclusões...

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Professorinha,

Pois é, e como tudo na vida há vets bons e muito dedicados, e se calhar outros com menos vocação franciscana, e para os quais o importante será facturar...

Os Amigos de quatro patas com quem tenho partilhado fazes da minha vida ficam no coração. E sendo os corações deles mais pequenos em termos físicos, têm correspondentes vidas mais curtas... Mas os momentos especiais que nos prenderam ficam. E isso é muito bom.

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Janus,

Para conseguir um Amigo animal que queira tomar banho comigo, se calhar tenho que arranjar um pato ou uma lontra. Não que me importasse...
Os meus sócios felinos actuais não são propriamente apreciadores de banhos...

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Vaiê,

Como em tudo, há bom e mau, e aqui para nós que ninguém nos lê, muita mediocridade...
É importante em qualquer actividade usar o coração e a cabeça e a possível inspiração criadora, etc... O problema é que muitas vezes isso leva a atitudes contrárias do sistema, que quer a todo o custo preservar a sua mediocridade excelsa...

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Caçadora de sonhos,

Tens toda a razão, mas as coisas não são fáceis... e para começar há por aí muito boa gente que nem sabe bem o que quer, quanto mais o que gosta...

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Salto Angel,

Não vale a pena ficares triste. E a média das experi~encias com veterinários é muito boa. Este caso é de facto triste, mas desde sempre que tenho tido animais domésticos e tenho conhecido médicos veterinários excelentes, que têm feito muito pelos meus Amigos, etc..., com destaque para o actual, que conheço há mais de 20 anos e está sempre disponível com a sua sabedoria e boa vontade. Chama-se Dr. Girão Bastos.

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Luís Baptista,

Provavelmente o mau da fita desta história verdadeira já não exerce, pode já nem ser vivo, isto passou-se no século passado e a criatura já não era nova.

Felicidades para os teus gatinhos pequenos. Tenho a lotação esgotada, mas podes mandar uma foto dos candidatos a adopção que eu publico aqui...

Gatopardo

Raquel Mendes disse...

Um veterinário deveria ter sensibilidade suficiente para não deixar um ser-vivo morrer em sofrimento. Lamento a tua perda, imagino que ainda hoje deve doer... Mas os que partem vivem para sempre nos nossos corações e nas nossas memórias.

escorpiaotenhoso disse...

Olá Raquel,

Acredito que a maioria dos veterinários tem essa postura. Foi mesmo azar aquele pensar de maneira diferente...

Gatopardo

cinderela-dos-pes-grandes disse...

Tive uma gata preta e branca, tipo Silvestre, que se metia na banheira comigo... tinha que correr com ela!... :)

Os que tenho agora são mais de fugir do chuveiro, mas adorar beber de um fio de água no lavatório...

Lamento a perda da Shirikit, escorpiaotenhoso!

escorpiaotenhoso disse...

Cinderela,

Também tenho uma gata que gosta de me inspeccionar quando estou na banheira, mas tem sempre cuidado para não se molhar...

Gatopardo

cinderela-dos-pes-grandes disse...

A minha gata tinha sido salva da rua coberta de óleo e lama num dia de temporal, tão pequenina que cabia na palma da mão. Deve ter-se perdido da mãe. A primeira coisa que recebeu lá em casa foi um banho quente e uma tigela de leite... :) Adorava molhar-se!... ;)

escorpiaotenhoso disse...

Cinderela,

Não é habitual nos gatos esse gosto pela água... Também uma vez trouxe da rua uma amostra de gato que estava dentro do motor de um carro a miar... Depois de lavado ficou preto e branco e acabei por arranjar dona para ele...

Gatopardo