sábado, novembro 04, 2006

FELINO BRINCALHÃO

Nunca tinha observado na rua um gato tão brincalhão, bem disposto e, ao mesmo tempo tão independente, com um carácter vincadamente felino a ignorar ostensivamente o fotógrafo.








O encontro deu-se no largo da Câmara Munícipal da vila das Velas, Ilha de São Jorge, mais precisamente no jardim.


Um gato amarelo, jovem, de coleira vermelha com guizo, e coleira preta insecticida. Foi tanta a brincadeira e as palhaçadas que estive quase uma hora a fotografá-lo: subia às árvores, com uma destreza de tigre, escondia-se, rebolava-se no chão...
E pelos vistos toda a gente o conhecia no jardim. Apesar de me ter ignorado, talvez por me saber forasteiro e indiscreto, aqui fica uma selecção das muitas fotografias que nesse dia tirei ao gato amarelo das velas de São Jorge.
(Nota: os olhos e o nariz estão sujos de terra, de ele se rebolar no chão. Não estava nem por sombras doente...)
Fotos e indiscrição do Gatopardo - 2006

6 comentários:

Julie disse...

Que amor!!!

Rodrigues disse...

Que querido! Conheço muito bem esse jardim - São Jorge é a minha ilha preferida! ;)

escorpiaotenhoso disse...

Julie,

Sim o tipo é um AMOR. Mas em simultâneo pareceu-me ser um peste. E aqui para nós que ninguém nos lê, um pouco mal educado. Não me ligou nenhuma,nem cumprimentou, nem sequer pousou para as fotos.Foi um felino dificil de fotografar, mas muito engraçado. Um Amor selvagem...

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Rodrigues,

Este amarelinho é de facto um boneco. E o jardim é um encanto. E também gosto muito de São Jorge. Mas direi apenas que é uma das minhas ilhas preferidas. E gosto de tantas... SÃO PARAÍSOS espalhados pelos oceanos...

Gatopardo (meio ilhéu)

cinderela-dos-pes-grandes disse...

Eu acho que os gatos laranja tendem a ser assim. É uma das razões que me levam a gostar muito deles. Têm hierarquias de afectos muito marcadas, e traduzem-nas claramente no grau de proximidade que consentem a cada um e na atenção que lhe concedem.

escorpiaotenhoso disse...

Cinderela,
Pessoalmente gosto de todos os gatos, mesmo que sejam deficientes, como o meu (da minha filha) Tripé. Mas não há nenhum amarelo na população residente. Nem nenhum pretinho... Não se pode ter tudo nesta vida...

Gatopardo