terça-feira, agosto 01, 2006

O GATO PRETO DA TRAVESSA DA PORTUGUESA

Mudando de perspectiva social relativamente aos protagonistas deste blog gateiro, depois de uma série de meninos burgueses e sortudos, aqui fica a fotografia deste gato preto com que me cruzei esta tarde na Travessa da Portuguesa, ali à Bica. O gato apresenta um aspecto bastante doente e enfraquecido, com feridas e um ar nada saudável. Lisboa é uma cidade tão bonita como desigual e injusta. Alguém pode ajudar este bicho desafortunado?
A alguns metros, deitado junto de um portal, estava uma versão humana do mesmo drama: um sem abrigo, igualmente negro e deserdado de sortes. E os turistas mesmo ali a esvoaçar por entre a luz e a magia de Lisboa, tão perfeita a esconder as suas misérias.
Gatopardo escreveu e fotografou - 2006

9 comentários:

Alexa disse...

Pobrezinho :(
Até mete dó o estado em que este animal se encontra :(
ET, será que não consegues levá-lo a um Vet. e tentar pôr para adopção?

escorpiaotenhoso disse...

Alexa,
O primeiro impulso é esse, mas neste momento por circunstâncias várias não me é possível fazê-lo. Por um lado não tenho dinheiro para nada neste momento, estou à espera a todo o momento de fundos mas não depende de mim, por outro tenho 4,9 gatos em casa e este animal parece-me em estado terminal. Quando há anos trouxe o Gardfield para casa ele vinha cheio de problemas e acabei com as minhas duas gatas muito doentes também. Felizmente trataram-se os três, mas foi uma irresponsabilidade. Só o Barrabás é que nunca fica doente. Mas está com 14 anos e não vai ser sempre assim. Este gato preto precisa de alguém que não tenha outros animais em casa.
Todos os dias me deparo com gatos na rua a pedirem para serem adoptados. Minutos antes de me cruzar com este, ontem, conheci outro, extremamente manso, magro e que miava a pedir ajuda. Mas parecia em razoável estado de saúde. Vai aparecer também aqui como "O Gato de Santa Catarina". E mesmo ao lado estava um sem abrigo miserável de idade indefinida deitado no chão espreita no blog LISBOA ENTRE CABOS, há um link no texto deste post). Também não sou indiferente a estes casos extremos de destituição da dignidade humana. Também aqui não posso fazer nada. Nesse campo prefiro poder ajudar crianças, que há muitas abandonadas e carenciadas. Espero em breve ter meios de o fazer ainda que seja uma gota de água...

Gatopardo

Julie disse...

Oh Deus, que alguém possa auxiliar esses irmaozinhos...

zeni disse...

O coração bem quer ajudar todos, mas não dá...

zeni disse...

Quando vejo um gato assim, penso "poderia ser um dos meus, caso eles não tivessem tido a sorte de serem adoptados"

escorpiaotenhoso disse...

Julie,

Por mais que se vá fazendo, e há muita gente boa a desenvolver esforços positivos no sentido de ajudar os necessitados, é impossível carregar o mundo todo numas costas só. É preciso sensibilizar mais gente para estas causas....

Gatopardo

escorpiaotenhoso disse...

Zeni,

Às vezes sinto o mesmo. Nomeadamente em relação à minha gata preferida que é meia fugitiva... Felizmente nunca foi longe, mas só de pensar o que a Princesa Kikas podia sofrer na rua, passado o entusiasmo da liberdade, nem quero mesmo pensar. Tenho sempre o maior cuidado, e a menina está menos aguerrida, já tem 7 anos e está a ficar mais pachorrenta...

Gatopardo

Alexa disse...

ET, tens toda a razão! Desculpa lá pelo meu comentário inicial... um pouco levado pela vontade de ajudar, mas sem pouco poder fazer, pois, como sabes, também, tenho muitas gatas em casa!

escorpiaotenhoso disse...

Alexa,

Eu entendo, é uma frustração conviver com tantas carências á nossa volta, quer sejam gatos, cães, pessoas, etc...

Gatopardo